terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Moto 1000 GP divulga calendário de 2015 do Brasileiro de Motovelocidade

Campeonato terá início no dia 3 de maio em Curitiba e será composto por oito etapas distribuídas em seis autódromos.

A quinta temporada do Moto 1000 GP terá início no dia 3 de maio, com a primeira das oito etapas no Autódromo Internacional de Curitiba, na cidade de Pinhais (PR). O calendário de eventos para 2015 no Campeonato Brasileiro de Motovelocidade foi divulgado na manhã desta terça-feira (20) pelo promotor da competição, Gilson Scudeler, e prevê a realização das provas em autódromos do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Goiás e Distrito Federal.
“Levamos uma série de fatores em conta para definir esse calendário, de uma forma que atendesse bem à logística das equipes e que contemplasse as praças que mais interessam aos patrocinadores e parceiros do Moto 1000 GP”, explicou Scudeler. “Também levamos em conta probabilidades do clima e procuramos dispor as etapas no calendário de modo a tornar mais provável a ocorrência de uma boa condição climática no dia de cada etapa”.

Dois dos seis autódromos que constam do calendário do Moto 1000 GP estão em fases distintas de grandes obras de reforma. A pista de Brasília, sede da sexta etapa, já passa por uma completa reestruturação para receber, no dia 8 de março, a primeira etapa da temporada da Fórmula Indy. Em São Paulo, as obras no autódromo de Interlagos, apontado para receber a terceira e a última etapa, têm previsão de início para as próximas semanas.

“Programamos as etapas de Interlagos e de Brasília a partir da previsão de conclusão das reformas”, disse Scudeler. “E as datas do Moto 1000 GP não vão conflitar com as dos principais campeonatos internacionais onde os nossos pilotos também competem, foi outro cuidado que tivemos. E como Interlagos estará sob reforma, a primeira etapa vai acontecer em Curitiba, que é a pista mais próxima de São Paulo, onde maioria das equipes têm sede”, finalizou.

MOTO 1000 GP – CALENDÁRIO DE EVENTOS DE 2015
(Datas e locais das oito etapas do Brasileiro de Motovelocidade)
3 de maio - Autódromo Internacional de Curitiba/Pinhais (PR)
31 de maio - Autódromo Internacional Zilmar Beux/Cascavel (PR)
28 de junho - Autódromo Internacional Ayrton Senna/Goiânia (GO)
26 de julho - Autódromo José Carlos Pace/São Paulo (SP)*
30 de agosto - Autódromo Internacional de Curitiba/Pinhais (PR)
27 de setembro - Autódromo Internacional Nelson Piquet/Brasília (DF)*
25 de outubro - Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS)
29 de novembro - Autódromo José Carlos Pace/São Paulo (SP)*
*Confirmação dependente de conclusão de obras de reforma dos autódromos de Interlagos e Brasília

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

TEXX relança capacete que foi sucesso entre policiais de trânsito

O novo capacete segue o design antigo, mas agrega à sensação tecnologia de ponta e qualidade Premium.

Fonte: Engenharia de Comunicação.
Os fãs do antigo capacete Mercúrio DV, que ganhou visibilidade por ser o adotado por policiais de trânsito de todo o país, podem comemorar. A TEXX, marca de acessórios e vestuário para motociclistas da Laquila, resolveu relançar o produto que chega às lojas brasileiras a partir de fevereiro com o nome 'Blitz'. O capacete foi assim batizado justamente pelo histórico de sucesso no meio policial por quatro anos seguidos.

Os novos capacetes Blitz são produzidos em Abs de alto impacto, que oferece mais segurança e menor peso. O produto é Double Vision (óculos interno), possui fixador de viseira EVO (muito mais seguro), viseira externa cristal 3 mm anti-risco e anti-embaçante, viseira interna fumê 1,5mm com proteção UV, forro removível, feito em MFI (suor e umidades evaporam rápido), bavete, com tratamento anti-bactéria e anti-alérgico, conforto extra no cinto jugular e botão que destrava a queixeira EVO ( muito mais leve e firme para destravar).

O capacete Blitz é um dos mais leves do mercado, pesando cerca de 1.600 gramas. O produto está disponível nas cores preto brilhante, preto fosco, branco e um gráfico com fundo preto.


sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Dona da Indian, Polaris compra marca de motos elétricas Brammo

Novos modelos serão produzidos no 2º semestre do ano. Para o Brasil, Polaris iniciará operação da Indian ainda em 2015.

Publicado no Portal G1.com em 16 de janeiro de 2015.
Após anunciar o início da operação da Indian no Brasil para 2015, o grupo americano Polaris continua sua expansão de marcas com a aquisição da Brammo, também americana, uma das principais montadoras de motos elétricas.
De acordo com a empresa, haverá investimentos para recapitalizar a marca, que focará exclusivamente no desenvolvimento de motores e câmbios (powertrains) para veículos elétricos, que serão utilizados em produtos Polaris, que também detém a marca de motos Victory.
A previsão é que novas motos elétricas da Polaris comecem a ser produzidas no segundo semestre de 2015 em Spirit Lake, no Iowa. Os powertrains baseados em tecnologia que utiliza baterias de íon-lítio serão parte desta nova gama de produtos e continuarão em desenvolvimento. A Polaris é investidora e parceira da Brammo desde 2011, tempo no qual as empresas trabalharam em projetos conjuntos.

Entre os produtos da Brammo, está a Empulse, uma moto elétrica que chega a 160 km/h e tem motor de 54 cavalos. A entrada definitiva do grupo Polaris no segmento de elétricos ocorre depois de a Harley-Davidson, principal concorrente da Indian, iniciar os testes de sua moto elétrica, a LiveWire.

Triumph inicia pré-venda da nova Tiger 800 no mercado brasileiro

A Triumph inicia hoje, dia 16 de janeiro, a pré-venda da nova Tiger 800 no mercado brasileiro. 

Fonte: G 6 Comunicação
Comentário: Nilson Silva.
O modelo, cuja apresentação mundial aconteceu na última edição do Salão de Milão, na Itália, no ano passado, passou por uma profunda reformulação, ganhando novo visual mais agressivo, muito mais tecnologia (incluindo recursos como controle de tração, piloto
automático, nova suspensão, sistema de aceleração eletrônico Ride by Wire e módulos de pilotagem on e off-road com três configurações básicas e combinações interligadas ao sistema de ABS e controle de tração), maior autonomia e ainda mais robustez.
Seu motor de três cilindros em linha, com 800 cc, entra em sua segunda geração e é capaz de desenvolver 95 cv de potência e 79 Nm de torque. O propulsor melhorou em 17% sua eficiência no consumo de combustível em relação à versão anterior.
 A nova Tiger 800 será apresentada à imprensa em março e começará a chegar às concessionárias em abril. O modelo estará disponível em duas versões: Tiger 800 XRx e Tiger 800 XCx. O preço estimado para cada versão é R$ 43.000,00 e R$ 46.000,00, respectivamente. Os consumidores interessados em adquirir o novo modelo já podem formalizar um pedido na concessionária da sua preferência.
Nosso comentário: Muito legal esta notícia. Ainda ontem passamos um e mail para a Triumph do Brasil solicitando esclarecimento sobre  a chegada desta nova linha 2015 e obtive um resposta um tanto lacônica. A mesma que que nos foi passada pela concessionária de nossa cidade, no fim do ano passado, falando em meados de 2015. 
Sobre os novos preços, a Trumph do Brasil já pegou o jeito de todas as montadoras aqui instaladas, passando de r$ 39.990 para r$ 46.000, representando um aumento de 15,25%, um grande aumento, mesmo com todas as inovações tecnológicas.
Mesmo com esse preço mais alto continuará abaixo de sua principal concorrente a BMW 800 Adventuire que está com o preço de r$ 48.500 na revenda aqui de Brasilia. Sobre depreciação, pela tabela fipe, ao sair da loja a BMW F 800 Adventure está perdendo 10,48% e a Triumph XC 7,56%. Portanto, senhores, façam suas apostas.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Linha 2015 de capacetes Honda chega às concessionárias

Além de garantir uma pilotagem segura, modelos trazem design exclusivo que confere mais personalidade dentro e fora de estrada

A Honda lança no mercado a linha 2015 de seus capacetes, que traz 17 novas opções com visuais arrojados e modernos. Divididos em cinco estilos, os acessórios são disponibilizados nos tamanhos 56 a 61 e já podem ser adquiridos em toda a rede de concessionárias Honda do país.
Com modernos sistemas de articulação e ventilação, viseira antirrisco, cinta jugular com fecho de engate rápido, anel antifurto e forração
que acompanham os capacetes abertos da linha Classic e os novos modelos Force, que chegam com preços bastante competitivos. Todos
os acessórios são produzidos em material de alta qualidade (ABS – plástico injetado) e foram desenvolvidos em conformidade às resoluções
do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
Na linha de capacetes fechados, os modelos estão divididos em 3 categorias: a Hypersport,
que conta com as opções de cores branco/azul, branco/vermelho, preto/azul e branco/grafite;
a Sharp, voltada para o on/off road, com as cores branco/vermelho, preto/laranja, preto/vermelho e preto/grafite; e a Force, que oferece as cores vermelho, branco e preto. Já os capacetes abertos são disponibilizados na linha PCX, nas opções branco e preto, e na Classic, nas cores branco, preto, preto fosco e rosa metálico.
Os novos acessórios têm preços públicos sugeridos que vão de R$ 126,33 a R$ 353,99. Os valores têm como base o estado de São Paulo e incluem IPI e frete rodoviário.
antialérgica, lavável e removível, os capacetes da linha 2015 são práticos e oferecem excelente custo-benefício. Entre as novidades, os óculos

Top Ten dos modelos em dezembro de 2014.

Fonte: Fenabrave.
Em todo o ano de 2014 foram vendidas no Brasil 1.429.902 motocicletas. Apenas no mês de dezembro foram 127.717, um número um pouco melhor que o mês anterior. Esperamos que seja uma sinalização segura de reação do mercado.
Em primeiro lugar: Honda CG Titan 150, com 32.042 unidades
Em segundo lugar: Honda Biz 125, com 20.023 unidades.
Em terceiro lugar: Honda NXR Bros 150 , com 15.270 unidades
Em quarto Lugar:Honda Pop 100, com 12.144 unidades.
Em quinto lugar: Honda CG 125 , com 11.198 unidades.
Em sexto lugar:Yamaha YBR Factor 125, com 4.196 unidades.
Em sétimo lugar: Yamaha 150 Fazer, com 3.826 unidades.
Em oitavo lugar: Honda XRE 300, com 3.448 unidades.
Em nono lugar: Honda CB 300 R com 3.208 unidades; e
Em décimo lugar: Yamaha XTZ 150, com 2.232 unidades

Top Seven das marcas de motocicletas em dezembro de 2014

Fonte: Fenabrave
Em dezembro de 2014 foram comercializadas no Brasil 127.713  Motocicletas contra 111.958 do mês de novembro. Nada mal para um ano de índices sempre negativos a cada mês. Torcemos para que seja realmente o início da reação do mercado. Vamos aos números.
1º lugar: Honda, com 103.460 unidades e 81.01% do mercado.
2º lugar: Yamaha, com 16.206 unidades e 12.69% do mercado.
3º lugar: Dafra, com 1.470 unidades e 1,15% do mercado.
4º lugar: Suzuki, com 1.224 unidades e 0,96% do mercado.
5º lugar:Shineray com 1.036 unidades e 0,81% do mercado
6º lugar: BMW Motorrad, com 748 unidades e 0,59%
7º lugar:Traxx com 638 unidades e 0,50% do mercado.

Top ten das motocicletas mais vendidas no ano de 2014

Em 2014 foram comercilaizados no Brasil 1.429.902 Motocicletas, um pouco menos do projetado que era 1.515.687, portanto uma retração de 5,17%. A Yamaha a exemplo do vem ocorrendo mês a mês conseguiu emplacar três modelos entre as mais vendidas do ano. 
Em primeiro lugar: Honda CG Titan 150, com 347.209 unidades
Em segundo lugar: Honda Biz 125, com 224.407 unidades.
Em terceiro lugar: Honda NXR Bros 150 , com 166.102 unidades
Em quarto Lugar:Honda CG 125 , com 162.046 unidades.
Em quinto lugar: Honda Pop 100, com 104.706 unidades.
Em sexto lugar:Yamaha YBR Factor 125, com 48.137 unidades.
Em sétimo lugar: Yamaha 150 Fazer, com 43.723 unidades.
Em oitavo lugar: Honda XRE 300, com 37.156 unidades.
Em nono lugar: Honda CB 300 R com 34.189 unidades; e
Em décimo lugar: Yamaha Fazer 250, com 21.171 unidades